Charles Conant’s Theory of Surplus Capital And Mexico in the American Imagination

Resumo

Este ensaio examina uma visão da expansão americana que enfatiza o capital financeiro. Charles Conant, um influente promotor do imperialismo econômico americano na virada do século XX, contestou a ideia de que a “crise de superprodução” que alimentou o imperialismo americano argumentando que o “capital excedente” foi o grande dilema que os EUA enfrentaram, e que isso só pode ser resolvido através do investimento no exterior. Uma versão da tese de Conant articulada em um periódicos americano tratou dos investimentos estrangeiros dos Estados Unidos no México de Porfírio.

PDF (English)