Money, Prices, Wages, and "Profit Inflation" in Spain, the Southern Netherlands, and England during the Price Revolution era
cover
PDF (English)

Palavras-chave

moeda
cunhagem (moeda metálica)
Revolução dos Preços
inflação
“inflação de lucros”
“deflação de lucros”
índices de preço ao consumidor
salários reais e nominais
artesãos de construção
pedreiros
Espanha
Inglaterra
Países Baixos
indústria de grande escala

Resumo

Esse artigo reexamina a famosa tese de 1929 de Earl Hamilton sobre a “Inflação de lucros” e o “nascimento do capitalismo industrial moderno” durante o período da Revolução dos Preços (1520-1650), as opiniões de seus inúmeros críticos. Baseado em novas fontes, minhas conclusões diferem de ambos: enquanto foram encontradas mais evidências a respeito da inflação de lucros na Inglaterra do que os seus críticos poderiam admitir, nenhuma foi encontrada sobre a região do sudeste holandês, onde os salários industriais tenderam a crescer mais que os preços industriais. Este estudo conclui com um exame sucinto dos efeitos sobre a inflação em dois outros fatores de custo: terra, em termos de aluguéis reais, e capital, em termos de juros reais, os quais caíram com a inflação. Ambos os custos ficaram atrás dos preços industriais no período moderno na Inglaterra e nos Países Baixos, apesar dos juros reais ficarem mais atrás que os aluguéis reais.

PDF (English)